Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O vento

Terça-feira, 12.10.21

 

douglas_fialho_damas_catavento_de_ilusoes_entre_vi

istockphoto-826977474-170667a.jpg

 

Confuso. . .

Perguntei novamente ao Cata-vento que direção devo tomar
Minha mente nao é fiavel para dizer que novamente eu vou te amar

Confuso. . .

Eu sei que nostalgia incide em mim por erros passados e não ter o melhor pensar.

Que mente minha é esta que enquanto sonhador do bem inventa as melhores direções?

Tentei desviar dos caminhos ásperos que se adivinhavam os males que hoje se confirmam. . .

Confuso. . .

Do alto caiem suavemente folhas triste num vai-e-vem neste meu Outono sentimental.

Escrevi sentimentos num coração que o mundo transformou em retóricas; palavras enviadas ao vento que no horizonte seguiu uma outra qualquer direção

Não, não é paixao nem fenomeno. . .
É ficção certa dum coração que mesmo enganado transborda sempre e apaixonadamente o (melhor ou pior) que há nas verdadeiras emoções. . .

@David Viana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 23:40

Tempestade e esperança

Sexta-feira, 24.09.21

FB_IMG_1632481096545.jpg

Venha vento venha chuva, venha frio ou neve, que venham alegrias e novos ares de sentimentos
Venham arrepios de esperança com as nuvens dos novos tempos.


Venha brisa da manhã gelada que nos faz esconder entre trapos aquecidos
Que venham tempestades moderadas ou chuvas de carinhos perdidos.

 

Seja Outono ou Inverno
Que sejam tempos de esperança 

Pois sabemos que depois dessas tempestades O Céu limpa e vem a bonança .

@David Viana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 12:00

O som do toque

Segunda-feira, 20.09.21

saxophonist-desenho_csp5760949.jpg

Se minhas mãos em ti fazem melodia e expressão do melhor sentimento até delirar?

Então, todo teu corpo é uma orquestra de instrumentos, porque meus dedos conseguem livremente e suavemente dedilhar. . .

 

Quando a mente e a alma não está presente, só escrevendo palavras de sentimentos os conseguem expressar

Mas sei que quem ler tudo isto nenhum coração vai conseguir disfarçar.

 

Responderá emocionada, o coração começa a arder

Eu aqui te conquistando e reclamando por não te poder ver. . .

 

Sufoco com teu toque, mas porque me falta o ar, tuas mãos em mim é sem duvida o melhor sentimento. . .

Nao é caso de policia na fragil justiça dum amor maior que há no momento

 

Seja la quando for, junto a ti quero ficar sufocado

Teus labios nos meus se amariam muito e perdidamente serão apaixonados

 

Tuas mãos em mim não me sufocariam porque são delicadas

Elas apenas sentem um coração pulsando com frágeis batimentas e compassadas

 

Talvez sufoco ao beijar intensamente e dai não conseguir respirar

Os teus labios serão tão doces que não cansaria de os apreciar. . .

 

Sufoca meu coração mas por não estar junto ao teu

Sabes que este maldito apaixonado não esquece nunca o maravilhoso coração que será o teu. . .

 

@David Viana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 23:24

Memórias dum cajado

Sábado, 04.09.21

FB_IMG_1630793019175.jpg

 

Naqueles Montes tive um sonho que seria eu melhor pastor

Tinha um cão e um cajado, amando o gado com amor.

Não é o cheiro dos animais que a mim me fez selvagem

Qualquer cheiro naquelas serras se dispersam com a aragem.

Todo o verde no horizonte se confunde em sentimentos

São os montes onde eu sonhei, e que lá tive os melhores momentos.

O cajado era presente, o cão nunca fez companhia

As ovelhas me olhavam atentas porque viam em mim solidão e agonia. . .

Quem sabe um dia voltarei sonhar que seria um bom pastor

Trataria bem o rebanho vendo pastando e lhe dando atenção e amor.

Tive sonho de pastor, memórias de roupas rasgadas 

O cajado brilha já rompido pelas minhas mãos bem calejadas.

Talhei nele melodias, memórias para um dia serem lidas

São pautas de vidas sofridas que jamais serão esquecidas. . .

Cantava e vivia eu essa vida, voz de homem fantasiando 

O rebanho ouvia atento como se soubesse o que estava cantando. . .

Se humilde pastor eu fosse, enaltecido com poemas do monte

Que rebanho ou gente ouviria parvas lamúrias que deixei outrora no horizonte. . .

 

@David Viana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 22:51

A feira

Sábado, 28.08.21

Fui à feira de fantasia e comprei uns beijinhos
Para te dar em noite quente e sentir teu carinho.

A feira é de fantasia, mas lá comprei um lindo laço
Para embrulhar uma linda caixa que te enviarei com um forte abraço.

Quando da saudade vem a fantasia, vou à feira para te recordar
Pois o tempo que passou outrora, apesar de longo não apaga a vontade de te beijar. . .

Estranho, a meio da noite acordei
Não consigo explicar porque raio eu sonhei

Oh. . . Acordei. . .

Afinal era sonho de fantasia numa feira junto ao lago, já nem consigo lembrar bem o sonho atrás
As aves agitadas me fizeram sonhar

Porque elas mesmo barulhentas foram feira ou lago  mostram como é viver livremente sua paz. . .

@David Viana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 23:01





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2021

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31


Tudo a seu Tempo