Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Á janela

Sábado, 14.08.21

Calor

Abriste a janela e viste a lua
Invejavel aquela beleza
Teus olhos viram nela um brilho maior com toda a tua certeza.

Ao ve-la? logo me imaginaste, fico feliz por te lembrares de mim
É sinal que o nosso amor é um universo num horizonte sem fim

Nao me interessa se tiveste este ou outro sentimento
So guardas em teu peito as mais lindas palavras que dissemos nesses momentos.

Se aquele brilho é um desejo?
Confirmo que é ela a minha lua
Mas jamais ela consegue superar a beleza  que na terra é tua. . .

Fui também à janela, ver a lua e estrelas brilhantes que há no céu
Entre elas as que mais brilham choram por saber que meu coração é teu. . .

Se és brilhante na terra? nao precisas chorar
Nao vale suspirar pela estrela que esta longe . . .
Quando estamos tristes, mesmo descalços em caminhos ásperos subimos ao monte meditando esperançados. . . A vaidade da beleza nem sempre está no horizonte. . .

@David Viana

21f646300d0fea34f917ebdde3424c82 - Cópia.jpg

padre-hijo-e1592671315418.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 23:52


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2021

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031


Tudo a seu Tempo