Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desassossego do silêncio

Quarta-feira, 10.02.21

Vivo em ausência, até a mim meu silêncio me perturba. . .
À noite acordo desesperado com sede dos teus lábios.
Tenho noites turbulentas, digo palavras que magoam sentimentos expressos no tempo.
Noites devastadoras que encarnaram num corpo frágil apaixonado.
Corpo escondido de olhares críticos como tempestades devastadoras que arrasam as melhores plantas dum jardim mais florido.
Sonho contigo. . .
Somos apenas almas que abraçamos sentimentos acarinhando os gestos dum beijo que nos eleva em nuvens de lembranças.
Seríamos para sempre um segredo ou pecado envolto de arrepios que sentimos na pele dentro de um olhar que nos toca no peito em pensamento.
Embora longínqua, a tua voz irrompe o silêncio e o segredo. . .
Fiel ao coração, embalo meu corpo para que o sonho que me afoga neste silêncio não sejam névoas escuras, mas sim brilhantes e que ilumine o caminho e me deixe ver teu coração. . .
Acordo. . .
Em meu redor os sentimentos me envolve em desejos blindados por palavras tão doces como o beijo da paixão em desassossego num lugar onde nunca estive mas que anseio sentir de perto tua respiração num reflexo do barulho do teu beijo nos lábios do meu silêncio. 

@David Viana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 14:56


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2021

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28


Tudo a seu Tempo