Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Memórias dum cajado

Sábado, 04.09.21

FB_IMG_1630793019175.jpg

 

Naqueles Montes tive um sonho que seria eu melhor pastor

Tinha um cão e um cajado, amando o gado com amor.

Não é o cheiro dos animais que a mim me fez selvagem

Qualquer cheiro naquelas serras se dispersam com a aragem.

Todo o verde no horizonte se confunde em sentimentos

São os montes onde eu sonhei, e que lá tive os melhores momentos.

O cajado era presente, o cão nunca fez companhia

As ovelhas me olhavam atentas porque viam em mim solidão e agonia. . .

Quem sabe um dia voltarei sonhar que seria um bom pastor

Trataria bem o rebanho vendo pastando e lhe dando atenção e amor.

Tive sonho de pastor, memórias de roupas rasgadas 

O cajado brilha já rompido pelas minhas mãos bem calejadas.

Talhei nele melodias, memórias para um dia serem lidas

São pautas de vidas sofridas que jamais serão esquecidas. . .

Cantava e vivia eu essa vida, voz de homem fantasiando 

O rebanho ouvia atento como se soubesse o que estava cantando. . .

Se humilde pastor eu fosse, enaltecido com poemas do monte

Que rebanho ou gente ouviria parvas lamúrias que deixei outrora no horizonte. . .

 

@David Viana

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por @David Viana às 22:51


2 comentários

De Anónimo a 05.09.2021 às 13:52

Palavras doces e sentidas como um sonho verdadeiro

Um beijinho

De Anónimo a 20.09.2021 às 13:56

Sempre sonhador... o sonho comanda a vida

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Tudo a seu Tempo